Resenha: A culpa é das estrelas - John Green - Blenda Reis

terça-feira, 2 de julho de 2013

Resenha: A culpa é das estrelas - John Green




Olá pessoal, tudo bom?
Como vocês já sabem, eu comprei o livro A culpa é das estrelas e estava louca para lê-lo, e enfim terminei e vou contar um pouquinho do livro para vocês e como me encantei com cada capítulo dele.



Hazel Grace é uma jovem de 16 anos,  paciente terminal. Ainda que por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante - o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos -, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há um reviravolta e Hazel Grace conhece Augustus Waters, um garoto bonito que um dia apareceu no grupo de Apoio para Crianças com Câncer. Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.

É um romance incrível, triste em algumas partes, mas ele te enche de sentimentos bons, e faz você querer devorá-lo e amar cada pequeno personagem. É arrasador em algumas partes, porque nos apegamos tanto aos personagens que não queremos que passem por tudo o que passaram e John Green nos faz enchergar todos os detalhes na nossa mente e nos sentimos tão perto do que aconetece que não queremos que Gus se vá, ou que Isaac fique mal por causa da mônica, ou que Van houten fique tão mal pelo o que aconteceu a sua filha, nos sentimos tão dentro da história, e quando teminei o livro - já esperado - ele terminou sem fim, não exatamente sem fim, mas eu queria saber o que aconteceu com a Hazel, como ela ficou depois de tudo e como ela se foi, se a mãe dela terminou o curso, se Van Houten escreveu outro livro ou se Lidewij casou-se com Bas, e como ficou o Isaac. É como em UAI, não podemos saber, infelizmente, mas fiquei muito feliz com A culpa é das estrelas, é um romance excepcional, cheio de metáforas e com um enredo de encher os olhos de qualquer leitor!




O que mais? Ela é tão linda! Não me canso de olhar para ela. Não me preocupo se ela é mais inteligente que eu: sei que é. É engraçada sem nunca ser má. Eu a amo. Sou muito sortudo por amá-la, Van Houten. Não dá para escolher se você vai ou não se ferir neste mundo, meu velho, mas é possível escolher quem vai feri-lo. Eu aceito minhas escolhas. Espero que Hazel aceite as dela. 
- Eu aceito, Augustus. 
Eu aceito."




"Um misto de melancolia, doçura, filosofia e diversão. Green nos mostra um amor verdadeiro... muito mais romântico que qualquer pôr do sol à beira da praia" - The New York Times

"Você vai rir, vai chorar e ainda vai querer mais." - Markus Zusak, autor de A menina que roubava livros.


Então é isso, espero que tenham gostado! Quem quiser saber um pouquinho mais dessa história é só entrar aqui: http://www.aculpaedasestrelas.com.br/

Beijos e até o próximo post,
Cantinho Blenda Reis.

2 comentários:

  1. Gostei, já deu vontade de conhecer a história toda, deve ser uma grande lição de vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim, é um ótimo livro e nos ensina bastante! Beijos

      Excluir

@way2themes